/
/
/
Salve, Santo Padre!

Salve, Santo Padre!

Reflexão para a Festa de São Pedro e São Paulo Apóstolos

Quando queremos ouvir bem uma estação de rádio ou um telefonema, nos envolvemos em silêncio para que possamos detectar o sinal que desejamos e receber a mensagem a nós dirigida. Do mesmo modo, quando queremos ouvir o Senhor, perceber sua presença, é necessário nos afastarmos do burburinho diário para, no silêncio, reconhecer a presença do divino interlocutor. Pedro reconhece em Jesus o Messias porque, afastado das circunstâncias comuns do dia, estava tão livre de apegos e tão aberto a Deus que pode reconhecer a verdadeira identidade de Jesus Cristo.
Nesse encontro com Deus, Simão recebe sua grande missão, encontra sua vocação: ser pedra, Pedro, aquele que deverá confirmar a fé de seus irmãos.
Também nós, se quisermos identificar nossa missão, nossa vocação, será necessário penetrarmos no silêncio da oração para ouvirmos o Senhor nos indicando o caminho a ser seguido. E essa escuta é feita não uma única vez, mas sempre. O Senhor não irá mudar nossa vocação, mas irá atualizá-la, torná-la própria para o mundo e o momento em que vivemos. Paulo, em sua carta a Timóteo, revê sua resposta à sua vocação. Ele reconhece que foi fiel à missão, que anunciou o Evangelho de Cristo ao mundo. Revê todas as vicissitudes por que passou, o quanto sofreu por causa de sua missão. Ao mesmo tempo em que vê que foi fiel, Paulo é humilde. Agradece a Deus sua fidelidade à vocação e o cumprimento da missão.
Do mesmo modo, quando examinamos nossa atuação cristã, deveremos perceber que foi a graça de Deus que nos fez sermos fiéis.
Pedro e Paulo foram as duas colunas da Igreja, mas o foram não por seus próprios méritos, mas por fidelidade à graça recebida. Que também nós, vivendo uma grande humildade e obediência, permitamos que o Espírito aja em nosso querer e agir. Assim, poderemos louvar e agradecer ao Senhor por nos ter convidado a tomarmos parte em sua missão redentora e nos ter tornados fiéis, mesmo envolvidos por diversas dificuldades.

Texto: Rádio Vaticano

Compartilhar: