/
/
PRESIDÊNCIA DA CNBB DISCUTE COMBATE À FOME COM O MINISTRO DO DESENVOLVIMENTO E ASSISTÊNCIA SOCIAL, FAMÍLIA E COMBATE À FOME

PRESIDÊNCIA DA CNBB DISCUTE COMBATE À FOME COM O MINISTRO DO DESENVOLVIMENTO E ASSISTÊNCIA SOCIAL, FAMÍLIA E COMBATE À FOME

O ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias,  realizou visita de cortesia, na tarde desta segunda-feira, (27), à sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília-DF. O ministro foi recebido por membros da presidência da CNBB, o arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da Conferência, dom Walmor Oliveira de Azevedo, o arcebispo de Porto Alegre (RS) e primeiro-vice presidente, dom Jaime Spengler, e o bispo auxiliar do Rio de Janeiro (RJ) e secretário-geral, dom Joel Portella Amado.

Na audiência, o ministro agradeceu a CNBB pela realização da Campanha da Fraternidade sobre a fome e disse ver muita sintonia  e possibilidades de realização de ações comuns entre o Governo Federal e a Igreja Católica em ações de enfrentamento à fome e à miséria no Brasil.

Ele informou que estão sendo reestruturados o Sistema Nacional de Assistência Social, o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e a Câmara Inter-setorial, da qual participam 24 ministérios, com o papel de pensar ações de enfrentamento à pobreza. “Queremos articular um pacto contra fome e pela inclusão social”, disse.

Reunião presidência da CNBB e ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome. | Fotos: Roberta Aline (MDS)

O ministro informou ainda que o programa Bolsa Família está passando por um processo de reformulação, com a inclusão de 700 mil famílias que atendem aos requisitos da política e também, a partir de um pente fino no Cadastro Único, a retirada de pessoas que estão recebendo o benefício irregularmente.  Outras iniciativas, como rede de restaurantes populares e cozinhas solidárias, serão incentivadas no conjunto de políticas de enfrentamento à fome.

O ministro reforçou a capacidade de diálogo da Igreja com os poderes públicos locais em função de sua capilaridade e também as experiências de combate à fome, como o trabalho dos Vicentinos e a Casa do Pão, em Recife, como experiências modelos. Da conversa, brotou a possibilidade de fortalecer a relação do Ministério de Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome com o trabalho que desenvolve a Pastoral do Povo de Rua e também com os projetos apoiados pelo Fundo Nacional de Solidariedade.

Também participaram do encontro o subsecretario-adjunto geral da CNBB, padre Patriky Samuel Batista, e o assessor político da entidade, padre Paulo Renato.

Fonte: CNBB

Compartilhar: