Partilha e compromisso marcam os 96 anos da Diocese de Pesqueira

Compartilhe:

Um final de semana abençoado. Assim poderiam ser definidos os dias de sábado e domingo passados em Pesqueira. Já no sábado (2), data oficial dos 96 anos da Diocese, os sinos repicavam desde cedo para recordar a data. À noite, na Catedral Santa Águeda, sob a presidência de Dom Jaime Vieira Rocha, Arcebispo de Natal-RN, o povo de Pesqueira, unido a outras pessoas convidadas, elevou o seu Te Deum pelas graças recebidas ao longo destes anos de evangelização e missão nestas terras.

O dia seguinte, domingo (3), foi marcado por intensas alegrias. Nas comemorações do Dia do Padre, centenas de pessoas vindas das vinte e cinco paróquias e três áreas pastorais, sob  animação do Ministério Jesus Pão da Vida, de Belo Jardim, ocuparam a quadra do Colégio Santa Doroteia para um dia de ação de graças no Encontro Diocesano do Dízimo, encerrando a Jornada Diocesana iniciada no dia 28 de julho passado. Na parte da manhã, depois da oração inicial conduzida pelos nossos seminaristas, fomos agraciados com a presença do Sr. Aristides Madureira, da arquidiocese de São Paulo, que fez a sua palestra sobre a realidade do dízimo desde os tempos mais remotos na Sagrada Escritura, numa verdadeira aula com fácil didática e atraente conteúdo.

O ponto alto do dia aconteceu com a Celebração Eucarística presidida por Dom José Luiz Ferreira Salles, CSsR, nosso bispo, e concelebrada por dezenas de sacerdotes. Destaque na celebração para a Dona Silvia, deficiente visual, que fez parte do grupo de leitores anunciando  a segund leitura.

Em sua reflexão, de modo muito simples porém incisivo, Dom José Luiz fez exortou a todos para o perigo do acúmulo de bens, o esbanjamento e o consumismos desenfreado. Dom José fez um desafio a todos os diocesanos a assumirem no coração a grande meta pra 2018 nos 100 anos da diocese: a abolição das taxas sacramentais em todas as paróquias e o fortalecimento do dízimo como partilha fraterna nas paróquias e comunidades. O bispo reprovou as festas de padroeiros(as) que dispendem exorbitantes quantias com bandas profanas normalmente com conteúdos artísticos inadequados para uma festa religiosa, quando nas próprias comunidades muitos passam privação. Disse o bispo: “Se continuarmos a gastar 50, 100, 150, 200 mil com bandas de forró em nossas festas de padroeiros, a nossa Igreja poderá não ser em nada diferente do Templo de Salomão”. Ainda durante  missa, os sacerdotes fizeram a sua consagração à Virgem Maria ao entoar o canto da Salve Regina.

Na parte da tarde, foram dados os encaminhamentos para a continuidade da Jornada do Dízimo na Diocese em nível setorial e diocesano, feitos por Dom José Luiz e pelo Pe. José Luiz, articulador do Dízimo na diocese.

O dia foi encerrado com o show-mensagem “Fé e Compromisso” do Pe. Edson Rodrigues e banda. Durante cerca de duas horas, o Pe. Edson cantou e levou o público presente a cantar as alegrias da fé e  necessidade do compromisso com o Reino de Deus.

Confira mais imagens no álbum de fotos.

PasCom Diocesana

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR​