Ordenação Presbiteral

Compartilhe:

O diácono Alex Amorim recebeu, no último sábado 03 de junho, o segundo grau do sacramento da Ordem, o presbiterato, pela imposição das mãos do bispo dom José Luiz Ferreira Salles, CSsR. A Santa Missa de ordenação ocorreu na Área Pastoral São Manoel da Paciência, no distrito de Xucuru em Belo Jardim, comunidade de origem de Alex, contou com a presença de padres, diáconos, seminaristas e do povo de Deus da diocese, que se uniu em oração pelo seu neossacerdote.

O bispo dom José, em sua homilia falou da alegria em celebrar a ordenação, grato pelo dom da vocação e lembrou que ” o padre leva no coração, nos olhos e nos lábios a beleza de Deus-Amor. Proclame pelo seu ministério, que esse Deus é Amor”. “Se o seu ministério brotar do amor trinitário, você será sempre um ser para os outros, saberá exercer a autoridade como serviço, solidariedade, compaixão, partilha, perdão, gratuidade, compromisso, dom de si mesmo, amor” concluiu o bispo.

O Rito da Ordenação Presbiteral é realizado dentro da celebração da Santa Missa, após a Liturgia da Palavra, e é constituído de seis partes: homilia, propósito do eleito, ladainha, imposição das mãos e prece de ordenação, unção das mãos e entrega da patena e do cálice.

A ordenação, realizada naquela Área Pastoral, é um reconhecimento do trabalho das famílias e das comunidades, onde nascem as vocações, explica o bispo diocesano. “A comunidade é a base de tudo, é aí que verdadeiramente a Igreja acontece, o bispo, os padres, os diáconos e tantos outros ministérios devem estar a serviço justamente das comunidades.”

Boas vindas

Padre Carlos Eduardo, pároco da Paróquia de Nossa Senhora das Dores, acolheu o neossacerdote ao presbitério da diocese em nome do coordenador da Pastoral Presbiteral, padre Adeildo. “O Espírito do Senhor esteja com você hoje e para sempre. Quero em nome de todos os presbíteros o acolher em nosso meio. Vivemos tempos difíceis, mas com Cristo Bom Pastor nos guiando, seremos sacramentos da aliança e da vida nova.”

Lema Presbiteral

O Pe. Alex Amorim, escolheu como lema Presbiteral: “Tome sua cruz e siga-me” (Lc 9,23) sobre o lema Dom José na Homilia falou “Tomar a cruz é viver as consequências de uma vida coerente com o projeto do Pai, manifestado em Jesus. A cruz nunca vai nos poupar da dor, mas nos dá lucidez, nos impede de cair em espiritualidades evasivas, depura nossas imagens de Deus, às vezes demasiado burguesas e light, que não suportam a prova do fracasso, da obscuridade e do silêncio.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR​