Missa conclusiva da VI Jornada Asiática da Juventude: próxima edição na Indonésia

Compartilhe:

No penúltimo dia da visita do Papa Francisco à Coréia, o ponto alto da sua terceira Viagem Apostólica internacional, neste domingo, foi a solene celebração da Santa Missa de conclusão da VI Jornada Asiática da Juventude, da qual participaram mais de 40 mil pessoas.
A celebração Eucarística realizou-se no Santuário do “Mártir desconhecido” no Castelo de Haemi, que, em 1940, se tornou centro militar. Por este motivo, a praça, que se encontra no interior de seus muros, foi lugar de detenção e de suplício de quase três mil cristãos, durante as perseguições anticristãs do século XIX.
Naquela imensa praça, o Papa Francisco presidiu à celebração da Missa, que contou com a presença de milhares de jovens, provenientes de mais de 23 nações da Ásia.
Na homilia, que pronunciou em inglês, o Santo Padre partiu da segunda parte do tema central da VI Jornada da Juventude da Ásia “A glória dos mártires resplandece sobre vós”. Estas palavras, disse o Papa, são consolação e impulso para todos nós. E explicou: Jovens da Ásia, vocês são herdeiros de um grande testemunho, de uma preciosa confissão de fé em Cristo. Ele é a luz do mundo, a luz da nossa vida! Os mártires da Coreia, e tantos outros da Ásia, sacrificaram suas vidas ao Senhor,dando-nos testemunho de que a luz da verdade de Cristo afugenta todas as trevas e o amor de Cristo triunfa glorioso. Cientes da sua vitória sobre a morte, vocês podem enfrentar o desafio de ser seus discípulos, hoje, nas situações de vida em que vivemos e no nosso tempo”. 
Assim, referindo-se à outra parte do tema desta Jornada: “Juventude da Ásia, levanta-te!”, o Pontífice disse que estas palavras representam um dever, uma responsabilidade. O Continente Asiático, permeado de ricas tradições filosóficas e religiosas, continua a apresentar uma grande limitação e espera o testemunho de vocês. 
Por isso, o Papa exortou: “Filhos e filhas deste grande Continente, vocês têm o direito e o dever de participar plenamente da vida das suas sociedades. Não tenham medo de levar a sabedoria da fé a todos os campos da vida social! Como jovens asiáticos e cristãos, vocês sabem que o Evangelho tem o poder de purificar, elevar e aperfeiçoar seu patrimônio cultural. E advertiu ainda: Jovens asiáticos, deixem que Cristo transforme seu otimismo natural em esperança cristã; a sua energia em virtude moral; a sua boa vontade em amor genuíno! Eis o caminho que vocês são chamados a trilhar. Assim, a sua juventude será um dom para Jesus e para o mundo. Vocês não são apenas o futuro da Igreja, mas parte necessária e amada do presente da Igreja! Vocês são o presente da Igreja! Logo, permaneçam unidos e se aproximem mais de Deus; empreguem seus esforços para a edificação de uma Igreja mais santamissionária e humilde, buscando servir os pobresos excluídos, os enfermos e os marginalizados”. 
Enfim, o Santo Padre convidou a juventude asiática, citando ainda o tema central da Jornada: “Levante-se!”. Esta palavra, com a certeza, refere-se à responsabilidade que o Senhor confia aos jovens. Cientes do amor de Deus, o Papa pediu aos jovens a saírem pelo mundo, fazendo com que seus amigos, colegas de trabalho, concidadãos e todas as pessoas deste grande Continente, alcancem, finalmente, a misericórdia, que nos salva. O Papa Francisco concluiu sua homilia aos milhares de jovens asiáticos, externando seus desejos: Queridos jovens da Ásia, faço votos de que, unidos a Cristo e à Igreja, vocês possam trilhar este caminho, que, certamente, lhes causará tanta alegria… Dirijam seus olhares a Maria, nossa Mãe, que deu Jesus ao mundo. Digam-lhe que vocês também querem receber Jesus e levá-lo aos outros, servi-lo fielmente e a honrá-lo, em todo tempo e lugar, aqui na Coréia e na Ásia inteira”.
Antes da conclusão da Santa Missa conclusiva da VI Jornada da Juventude da Ásia, o Cardeal Oswald Gracias, Presidente da Federação das Conferências Episcopais da Ásia, e o Presidente da Conferência Episcopal Coreana, Dom Peter U-il Kang, dirigiram palavras de saudação e agradecimento ao Santo Padre pela sua visita ao país. Por fim, anunciaram publicamente o lugar e a data da próxima Jornada da Juventude da Ásia, que se realizará, pela primeira vez, na Indonésia em 2017. O anúncio foi muito aplaudido pelos milhares de jovens presentes,
Depois da celebração Eucarística, o Pontífice retornou a Seul, de trem, ao invés de helicóptero, devido ao mau tempo, percorrendo 102 km. Ali, o Papa pernoitou, na Nunciatura Apostólica, concluindo, assim, o penúltimo dia de sua visita à Coréia do Sul.

Rádio Vaticano 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR​