/
/
Um novo operário para a messe: Diocese ganha um novo Diácono transitório

Um novo operário para a messe: Diocese ganha um novo Diácono transitório

Na noite deste domingo (09/10), a Igreja Particular de Pesqueira, exultou de alegria e louvor, pois o seminarista Alex Pereira de Amorim, foi ordenado diácono transitório – ministério dado àqueles que se preparam para o sacerdócio – para o serviço do Altar.

A celebração aconteceu na Catedral de Santa Águeda, presidida por Dom José Luiz e concelebrada por alguns padres da diocese de Pesqueira. Para acompanhar este momento, também se fizeram presentes familiares, amigos, irmãos de caminhada e fiéis da Área Pastoral São Manoel da Paciência, comunidade de origem do Neo-diácono, que o acompanharam em seu trilhar vocacional.

Em sua homilia Dom José lembrou que “o diácono é a síntese das qualidades que deve ter o verdadeiro discípulo que vive na dependência de Jesus Cristo: Eu estou no meio de vós como aquele que serve (Lc 22,27)” e completou “Seja ouvinte e praticante da Palavra! Ajude o nosso povo a conhecer e a viver a Palavra de Deus!”

Rito de Ordenação

Ao diácono, lhe é impostas as mãos, não para o sacerdócio, mas, para o ministério sagrado do altar. Servem ao povo de Deus, em união com o Bispo e os padres, auxiliando na diaconia da liturgia, da palavra e da Caridade.

Com o auxílio do próprio Deus, devem se dispor a servir com alegria, a exemplo de Jesus. Para isso, prometeram obediência e respeito à Santa Mãe Igreja. Entoando a Ladainha de Todos os Santos, o candidato se prostra no chão em sinal de entrega total a Deus. O bispo estende suas mãos sobre o candidato e profere a prece de ordenação. Em seguida, o agora diácono é revestido com a estola diaconal e a dalmática.

Paramentado, o diácono aproxima-se do Bispo, onde, de joelhos, recebe livro dos Evangelhos, para que se lembrem das palavras do próprio Cristo que diz: “Anunciai o Evangelho a todas as criaturas” (Mc 16,15).

Veja mais algumas fotos da Ordenação Diaconal

Compartilhar: