Francisco canoniza o primeiro santo do Sri Lanka

Compartilhe:

O papa Francisco presidiu missa de canonização do beato José Vaz, hoje, 14, no Sri Lanka. O missionário com raízes portuguesas nasceu em 21 de abril de 1651, no Goa. Tem origens de família da casta dos brâmanes. Em 1995, o então papa João Paulo II beatificou o sacerdote, durante viagem apostólica ao país.

Durante a cerimônia de canonização, o papa Francisco destacou a dedicação de São José Vaz, que viveu pelo anúncio do Reino de Deus.

“São José mostrou-nos a importância de transcender as divisões religiosas no serviço da paz. O seu amor indiviso a Deus abriu-o ao amor do próximo; gastou o seu ministério em favor dos necessitados, sem olhar quem fosse e onde estivesse. O seu exemplo continua a inspirar hoje a Igreja no Sri Lanka, a qual, de bom grado e generosamente, serve todos os membros da sociedade”, disse Francisco.

Missão

Foi no século XVI, que o cristianismo começou a espalhar-se no Sri Lanka, com a chegada dos portugueses. Padre José Vaz, vindo de Goa, entrou no território disfarçado para ajudar os católicos, sendo perseguido e preso. Ajudava clandestinamente as comunidades, celebrando missa à noite. Fez a tradução do Evangelho para as línguas tâmil e cingalês.

A Igreja Católica no país tem cerca de 1,4 milhões de fiéis, representando 6,1% da população, onde a maioria é budista; representando a maior confissão cristã na ilha.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR​