Entenda o sentido do Corpus Christi

Compartilhe:

Esta é uma solenidade que há séculos faz parte da vida dos cristãos católicos. A festa nasceu de uma prática da devoção popular que tem início no final do século IX, mas já no século XI ao XIII está muito difundida em vários lugares da Europa. Depois, em 8 de setembro de 1264, o Papa Urbano IV, com a Bula Transiturus, instituiu esta celebração para toda a Igreja. Esta prática surgiu por causa da defesa da compreensão da teologia da presença real.  É uma solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, não só do Corpo, para não dar esse sentido de redução da compreensão do próprio mistério do Corpo e Sangue de Cristo. O Papa João Paulo II, hoje santo, escreveu uma Carta Apostólica Mane Nobiscum Domine em 2004, na qual ele disse que nenhuma dimensão desse Sacramento da Eucaristia pode ser deixada de lado, esquecida. Os textos bíblicos propostos para esta festa trazem todas as riquezas deste Sacramento como alimento, como banquete, aliança, sacramento da unidade da Igreja, memorial da morte e da ressurreição de Cristo, e não fica apenas no sentido da morte, mas revela o mistério como tal. O sentido maior dessa solenidade está na celebração da Quinta-feira Santa. Corpus Christi é como uma repetição, uma duplicação do dia da instituição da Eucaristia, porém com um aspecto mais devocional, o que também é bem-vindo para a Igreja.

Eucaristia: como vivenciar este mistério?

– Valorizar cada vez mais o Domingo em nossas comunidades. O domingo é o dia por excelência da Eucaristia porque é o dia por excelência da ressurreição do Cristo.
 – Preparar melhor as nossas celebrações dominicais, celebrá-la com mais intensidade, sem interferências
– Aprofundar o estudo da liturgia da Eucaristia.

FONTE: Canção Nova Notícias (adaptado)

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR​