Domingo dos Apóstolos tem coleta especial. Entenda o que é a que se destina

Compartilhe:

Neste domingo (3), a Igreja celebra a Solenidade de São Pedro e São Paulo, Apóstolos. A data oficial é sempre o dia 29 de junho. Porém, na liturgia da Igreja, quando uma data especial acontece num dia da semana, a Igreja transfere a sua celebração para o domingo seguinte, a fim de favorecer aos fiéis maior e melhor participação na mesma. Daí a razão de celebrarmos amanhã tão grande festa, em solenidade na liturgia.

Uma outra situação especial e bem peculiar à celebração diz respeito aos donativos recolhidos nas paróquias e dioceses, a partir de uma coleta especial chamada “Óbolo de São Pedro”.

Em carta enviada ao clero diocesano e às secretárias, Dom José Luiz Ferreira Salles, CSsR, bispo diocesano, apresenta as motivações e o convite para que realizem este gesto em toda a Diocese.

“O Óbolo contribui para o exercício da missão universal do Santo Padre de duas maneiras: possibilita as muitas atividades de serviço a toda a Igreja realizadas pelos Dicastérios que ajudam o Papa na evangelização, na promoção do desenvolvimento humano integral, na educação, na comunicação, etc; e contribui para as numerosas obras de caridade direta aos mais necessitados – pessoas e famílias em dificuldade, populações atingidas por catástrofes naturais ou guerras, ou necessitadas de assistência humanitária ou de apoio ao desenvolvimento.”

Dom José Luiz lembra ainda as ajudas enviadas pelo Papa à nossa difícil realidade, fruto do Óbolo:

“Lembro aqui duas ajudas recentes do Papa: uma para a nossa Diocese, que possibilitou a conclusão da casa de uma família carente na comunidade quilombola Negro do Osso, área rural do município de Pesqueira;  e, no mês de junho, a ajuda enviada para os desabrigados pelas fortes chuvas em Recife.”

E convocou:

“Sejamos generosos e contribuamos na missão do Papa e da Igreja. Toda doação, seja ela grande ou pequena, tem um forte valor simbólico: é um sinal concreto de comunhão com o Santo Padre (…) Que possamos colocar tudo em comum, assim como acontecia na Igreja primitiva.”

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR​