Dom José Luiz para a Rádio Vaticano: “migrantes tenham liberdade de fé”

Compartilhe:

No tema da Mensagem para o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado, publicada segunda-feira (21/08), o Papa convida a refletir sobre os quatro verbos básicos ‘acolher, proteger, promover e integrar’. Em relação à promoção, Francisco defende que todos os migrantes devem ser colocados em condição de se realizar como pessoas, em todas as dimensões que compõem a humanidade querida pelo Criador. Dentre estas dimensões, é necessário que seja reconhecido o justo valor ao aspecto religioso, garantindo a todos os estrangeiros presentes no território a liberdade de profissão e prática da religião.

Proteção aos migrantes no Brasil

O bispo de Pesqueira (PE) e referente da CNBB para a Mobilidade Humana, Dom José Luiz Ferreira Sales, CSsR, relata a sua experiência na promoção da liberdade religiosa dos migrantes, realizada com um grupo de estudantes em Fortaleza. Em relação à questão migratória no Brasil, e de modo mais específico, à condição dos migrantes venezuelanos na fronteira com Roraima, a Igreja tem atuado na linha de frente, com o total apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. “Infelizmente, no entanto, muitas famílias estão nas ruas, por falta de infraestrutura para acolhê-las”, lamenta.

Rádio Vaticano

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR​