Dom José Luiz celebra 7 anos de falecimento da Irmã Adélia, em Recife

Compartilhe:

Dom José Luiz Ferreira Salles, CSsR, bispo diocesano, presidiu a Santa Missa em memória da Irmã Adélia, religiosa da Congregação das Damas Cristãs, por ocasião do seu sétimo ano de falecimento. A cerimônia aconteceu na capela do Colégio Damas, em Recife, na última terça-feira (13), às 11 horas.

Em sua homilia, Dom José destacou um ponto importante da vida de Irmã Adélia:

“Ela soube viver praticando o bem, no silêncio e na gratuidade. Nunca a vimos querendo ser louvada pelo bem que fez aos pobres, aos sofredores, no cuidado e na orientação, sempre indicando as pessoas para Jesus e Maria. Uma vida simples, pobre e de doação, no silêncio e no cotidiano da gente.”

Ao final da missa, o Frei Jociel, postulador da causa da Irmã Adélia, dirigiu palavras aos presentes sobre o momento e a causa da religiosa:

“No último ano temos trabalhado com afinco e alegria para que o processo tenha êxito. Estamos a atender uma solicitação da Congregação. Tão logo a tenhamos, teremos a autorização oficial para iniciarmos os trabalhos em relação à condução do processo, abrindo a causa e um tribunal na Diocese de Pesqueira para escuta de testemunhos acerca da Irmã Adélia.” 

Diante dos restos mortais da Irmã Adélia no mausoléu anexo à capela , todos rezaram a oração para beatificação da Irmã Adélia. Dom José Luiz  abençoou o espaço e a urna com os restos mortais da Irmã Adélia, convidando a todos a rezar a histórica jaculatória criada por Dom Adelmo Machado: “Nossa Senhora das Graças, dai-nos a graça de ver Jesus”. E assim foi encerrada a cerimônia.

Confira mais imagens com registros do Seminarista Horácio Soares.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR​