Diocese de Pesqueira celebra hoje a Festa da Dedicação de sua Catedral

Compartilhe:

Todos os anos, no dia 4 de fevereiro, desde o ano 2010, celebramos, antecipadamente, o aniversário da Dedicação da nossa Catedral, que tem como titular Santa Águeda. A festa é celebrada na Diocese um dia antes em virtude do dia seguinte (5) ser a festa litúrgica de sua padroeira, Santa Águeda.

A nossa Catedral, dedicada à honra e glória de Deus e da virgem mártir Santa Águeda, é a igreja-sede da Diocese e do bispo, a igreja-mãe de todas as igrejas das 13 cidades no território diocesano, em suas paróquias, áreas pastorais e reitoria.

A festa traz consigo uma Liturgia rica de simbolismo, significando aquilo que somos nós mesmos: a Igreja de Cristo, formada de “pedras vivas”, como nos diz São Pedro em sua primeira carta.

A sede episcopal contou, ao longo de sua história, o governo de 8 bispos: Dom José Antônio de Oliveira Lopes, Dom Adalberto Acciole Sobral, Dom Adelmo Cavalcanti Machado, Dom Severino Mariano de Aguiar, Dom Manoel Palmeira da Rocha, Dom Bernardino Marchió, Dom Francisco Biasin e o atual bispo, Dom José Luiz Ferreira Salles, CsSR.

O sentido da festa da Dedicação

A festa diz muito daquilo que é a própria Igreja, reunida e pastoreada pelos seus legítimos bispos, com a participação dos padres. As muitas paróquias e comunidades de fé, que se reúnem em cada lugar de nossa diocese, estão unidas entre si por um laço profundo de fé, esperança e caridade e pela relação comum com seu bispo, sucessor dos Apóstolos, que as mantém unidas e as confirma no caminho de Jesus Cristo. Assim acontece em cada diocese.

A Catedral é a igreja-símbolo dessa comunhão e unidade dos fiéis em torno de Cristo, congregada visivelmente em torno do bispo e dos seus padres. Por isso, na Catedral também são realizadas as grandes solenidades da Liturgia e da vida da Igreja local; nela, especialmente, o bispo ensina a toda a comunidade diocesana, como guia e pastor; com ela e por ela, ali celebra os Sacramentos e o culto divino; na Catedral não se reúne apenas uma comunidade entre as tantas, mas é significada, de alguma maneira, toda a grande comunidade diocesana de Pesqueira.

A Dedicação da Catedral deve ser celebrada com o grau de “solenidade” na própria Catedral e, com o grau de “festa”, em todas as outras igrejas da diocese, com tudo o que isso significa para a Liturgia. É uma ocasião para agradecer a Deus pelos evangelizadores, que edificaram a Igreja em nossa Diocese ao longo de sua história. É também o momento de pedirmos a Deus a graça de sermos “novos evangelizadores” ardorosos, para continuar honrando a glória de Deus nesta cidade.

Que o aniversário da Dedicação da Catedral Santa Águeda frutifique em abundantes bênçãos de Deus para todo o povo da Diocese de Pesqueira.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR​