Dom José Luiz faz pronunciamento sobre a votação da Câmara dos Deputados e a questão do semiárido

Compartilhe:

O bispo da Diocese de Pesqueira-PE, Dom José Luiz Ferreira Salles, CSsR., emitiu nota oficial sobre a questão da votação da Câmara dos Deputados a respeito do orçamento de 2018 que afetará programas básicos para a convivência com o semiárido. Em sua fala, Dom José faz referência aos “cortes em benefícios públicos como o Programa Nacional de Alimentação (PAA), o cancelamento da contratação da assistência técnica rural e a diminuição de recursos para o programa da construção de cisternas”. O bispo denuncia que estas iniciativas são uma prova da ausência de prioridades dos atuais governantes para a agricultura familiar.

Confira a nota na íntegra.

PRONUNCIAMENTO DO BISPO DIOCESANO

GUARDAR A ÁGUA: SEGREDO PARA CONVIVER COM O SEMIÁRIDO

“No pé da casa você faz sua cisterna
E guarda a água que o céu lhe enviou
É dom de Deus, é água limpa, é coisa linda
Todo idoso, o menino e a menina
Podem beber que é água pura e cristalina
(Roberto Malvezzi – Gogó)

O semiárido brasileiro abrange onze Estados do Nordeste e Sudeste. É reconhecido pela força e pela capacidade organizativa do seu povo. Foi nessa região que várias organizações se uniram em torno de uma causa: a convivência com o mesmo. Iniciativas como a ocupação da Sudene em 1993, que contou com a presença de Dom Hélder Câmara, e a união de diversas organizações da sociedade civil na criação de programas de capacitação de água de chuva fortaleceram essa causa.

Os cortes em benefícios públicos como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PAA), o cancelamento da contratação da assistência técnica rural e a diminuição de recursos para os programas de construção de cisternas comprovam a diminuição da importância da agricultura familiar para os atuais governantes. O Projeto de Lei Orçamentária deste ano reduziu milhões de reais do investimento nas políticas públicas que atendem à agricultura familiar, a reforma agrária e o acesso à água.

Nos próximos dias, os nossos parlamentares, eleitos pelo povo com a função de legislar em defesa dos direitos deste mesmo povo, discutirão o orçamento para o ano 2018. Faz-se necessário, assim, que nos mobilizemos e acompanhemos o que será votado. Não podemos apenas agir como espectadores passivos neste momento. É hora de levantarmos as vozes para que não fiquemos reféns de carros-pipa e de políticos inescrupulosos que são eleitos com a miséria de nossa gente.

Apelo a vocês, agricultores e agricultoras, que têm sua cisterna, que entrem nessa luta para que outros irmãos e irmãs possam ter qualidade de vida através de uma tecnologia muito simples e que tem feito tanto bem ao nosso povo.

A Articulação no Semiárido Brasileiro recebeu, recentemente, o Prêmio “Política para o Futuro” (Future Policy Award), em Ordos, na China, mostrando para o mundo que é possível uma ação pensada pela sociedade civil ser reconhecida como uma política de Estado referente.

Reforço, neste momento, a importância de nos unirmos na luta para garantir que o Estado brasileiro promova vida e dignidade para o nosso povo. Apelo, ainda, para as organizações e forças sociais e para as pessoas de boa vontade a reagirem. na perspectiva de uma mobilização, em vista de uma não aprovação de um orçamento que inviabilize as políticas sociais para o semiárido.

O Espírito do Deus da vida, que consagrou e conduziu Jesus em sua missão, nos acompanhe e nos sustente na missão de cuidar e defender a vida, sobretudo onde e quando estiver mais ameaçada.

Dom José Luiz Ferreira Salles, CSsR
Bispo da Diocese de Pesqueira-PE

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR​