Dom José Luiz fala sobre sua reeleição à presidência do Serviço Pastoral dos Migrantes

Compartilhe:

De 29 de novembro a 01 de dezembro aconteceu na Diocese de Luziânia a XIX Assembleia da Pastoral dos Migrantes. Com caráter eletivo e celebrativo, a 19ª Assembleia elegeu para os próximos quatro anos a nova direção que coordenará os trabalhos, entre eles dom José Luiz Ferreira Salles, CSsR, bispo de Pesqueira (PE), como presidente, e o padre Alfredo Gonçalves como vice-presidente. O SPM planejou ações para três campos: formação, incidência e articulação.

Em sua fala a respeito de sua reeleição, Dom José se disse honrado com a escolha, mas ao mesmo tempo desafiado frente a um compromisso tão sério. O bispo justificou a sua aceitação ao cargo frente a realidade de tantas pessoas que abraçam a causa trabalhando juntos por ela. Sobre as suas perspectivas, o bispo se mostrou aberto às decisões da Assembleia e às diretrizes da mesma para os próximos quatro.

Confira a fala do bispo na íntegra.

O que é o SPM

O Serviço Pastoral dos Migrantes, o SPM, é uma Pastoral Social que integra a Comissão 8 da CNBB – Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Social Transformadora e Setor Mobilidade Humana. É uma ação específica da Igreja que tem como centralidade a acolhida da pessoa do migrante, seja nos locais de origem como de destino, e a defesa dos seus direitos, independente de raça, credo, cultura ou gênero.

O SPM foi fundado em 1985, fruto da Campanha da Fraternidade de 1980, cujo Lema era “Para onde vais”. Seu objetivo geral é suscitar, articular e dinamizar a organização coletiva dos migrantes à luz da evangelização inculturada que possibilite a serem protagonistas da história na construção de uma sociedade justa e solidária, em uma atitude de acolhida às diferenças, sinal do Reino de Deus.

Tem como missão construir processos organizativos, defender os direitos humanos, econômicos, sociais, culturais, religiosos e ambientais, sendo presença profética no enfrentamento da (i)migração forçada. É um serviço que ganha força e se realiza através da FIA – Formação, Incidência e Articulação.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR​