O Pontifício Conselho para a Cultura e encarregado da seção de cultura e esporte, ao lançar a campanha neste 10 de julho. “Por que não para a Taça Mundial (de futebol)? por que não uma pausa, um momento de silêncio, uma trégua pela paz?” questionou, recordando que no mundo antigo essas pausas se davam para que os atletas, os artistas e suas famílias pudessem viajar com segurança e tranquilidade para participar das olimpíadas; e para que logo tivessem um retorno seguro a seus lugares de origem. Richard Rouse, membro do Pontifício Conselho para a Cultura, disse que a iniciativa que foi lançada no perfil da rede social Facebook do dicastério vaticano, é “um chamado à paz”. “É simplesmente o que diz ser. É uma frase singela e única: vivemos em uma era de simplicidade, não necessitamos grandes discursos para estabelecer um ponto. Só queremos paz, tão simples quanto isso”, indicou. Sobre as razões que impulsionam esta iniciativa, Rouse disse que “todo o mundo estará atento a esta importante partida e pensamos que seria uma boa oportunidade para tomar um momento, 30 segundos ou um minuto, para recordar a todos os que estão sofrendo nas guerras a nosso redor”. “Esta pausa poderia ser ao começo do jogo, na metade ou em qualquer momento”, afirmou, e acrescentou que “deixaremos que isso o decidam os organizadores para haja um momento para pedir pela paz em meio de tantos conflitos”. O Pontifício Conselho para a Cultura promove esta iniciativa, também no twitter, com a hashtag #PAUSEforPeace.

Fonte: Rádio Vaticano

Compartilhe nas redes sociais