A Diocese de Pesqueira está caminhando rumo aos seus 100 anos de missão que serão comemorados em 2018. Várias atividades estão sendo realizadas em alusão à data. Neste período quaresmal e da CF , a Diocese, através da Cáritas Diocesana, distribuiu 100 mudas nativas para serem plantadas no território diocesano. A iniciativa está em consonância com a Semana da Água que inicia hoje (15) e segue até o próximo dia 22.


“Convidamos as paróquias, pastorais e movimentos para plantarmos 100 mudas como marca dos nossos 100 anos neste chão do semiárido, tendo um olhar para a nossa “Casa Comum” de “cultivar e guardar a criação” a fim de, preservarmos os biomas brasileiros, especialmente a Caatinga. A igreja pode e deve fazer uma conscientização, através das paróquias e de seus organismos. Nos ajude também nesta causa.”, disse o bispo diocesano, Dom José Luiz Ferreira Salles.

Como gesto concreto para o início da Semana da Água, hoje, agentes da Cáritas, junto com os seminaristas e o Padre Fábio Pereira, reitor da formação teológica,  plantaram a primeira muda no Seminário Maior Mãe da Santa Esperança, propriedade da Diocese de Pesqueira, em Recife. A muda nativa foi da árvore Jequitibá, que se encontra em extinção. Antes da plantação, houve um momento de celebração da Semana da Água. A Diocese de Pesqueira e a Cáritas Diocesana defendem que a água é um direito humano essencial e todos devem ter a consciência quanto uso da mesma.
A escolha do local foi louvável, pois, nesta área também tem uma árvore de Pau-Brasil, que foi declarada no país como a árvore nacional genuína.

PasCom Diocesana com informações de Rosanny Barreto – Núcleo de Comunicação da Cáritas Diocesana de Pesqueira

Compartilhe nas redes sociais