Após cinco anos à frente do Setor Diocesano de Juventude, o Pe. Jailson  José, administrador da paróquia São José de Cruzeiro do Nordeste (Sertânia), encerra a sua missão de acompanhamento aos grupos de jovens na Diocese. Em carta aberta, Pe. Jailson reconhece valores de nossa juventude tais como a sensibilidade, a busca de viver, a generosidade, a potencialidade e a missionaridade, citando o Documento de Aparecida e São João Paulo II como fontes referenciais para tal constatação.

Na carta, o padre manifesta ainda a sua gratidão. Diz: “Concluo minha jornada no Setor Juventude com o coração agradecido a todos aqueles que durante este tempo de graça e bênção de Deus contribuíram, direta ou indiretamente neste trabalho de evangelização.”

Confira a íntegra da carta do Pe. Jailson José

CARTA DE AGRADECIMENTO
Recorda-te de todo o caminho que Deus te fez percorrer (Dt 8,2)

Em meados de 2011, recebi do Pe. Adilson Simões a missão de contribuir com o Setor de Juventude Diocesano de Pesqueira, como ação organizada da Igreja local, para acompanhar os jovens a descobrir, seguir e comprometer-se com Jesus Cristo e sua mensagem.

E neste tempo de missão junto a vocês destaco a luz o documento de Aparecida as qualidades imanentes em nossa juventude diocesana: a sensibilidade em descobrir sua vocação como Igreja, na busca de viver como “sentinelas da manhã”, como falava João Paulo II. A generosidade no serviço, especialmente aos mais necessitados. Atitude latente em todos os trabalhos que realizamos no decorrer desta caminhada de cinco anos. A potencialidade demostrada nos diversos eventos que realizamos juntos, com a presença de jovens oriundos de todos os lugares da diocese. A missionaridade no rosto vivo das “novas gerações” como afirma o documento de Aparecida, “são chamadas a transmitir a seus irmãos jovens a corrente de vida que vem de Cristo e a partilhá-la em comunidade, construindo a Igreja e a sociedade” (DA 443).

E com a certeza no coração posso afirmar que a esperança está na juventude, não como algo que está num recipiente, como a água que está no copo, mas sim como uma força que a incentiva, a dinamiza e a torna capaz de motivar, tanto a humanidade como nossa Igreja diocesana. Vocês jovens são uma corrente de vida. Nossa Igreja Diocesana deve compreender as críticas provindas das juventudes; urge a opção afetiva e efetiva pela juventude, um acompanhamento, apoio e diálogo mútuo entre jovens, pastores e comunidade (Puebla 1184).

Em sua missão profética, o Setor Juventude Diocesano, por meio de sua representatividade, do testemunho e da vivência cristã, evangeliza e torna presente o Reino de Deus na diversidade de nossa juventude Diocesana. Proporcionando a realização da missão real, a juventude constrói, em sua pessoa, a pessoa de Cristo fazendo surgir uma nova geração, gerando um dinamismo transformador da humanidade, capaz de construir uma nova sociedade evangelizadora.

Deus, enquanto caminhava com o Povo, morava na Tenda do Encontro (Ex 33, 7-11); era na Tenda que Moisés se encontrava com Ele, como amigo, e falava com Ele cara a cara. A morada do Êxodo se translada para Nazaré, e peregrina em Maria. Ela é o novo lugar do encontro com Cristo. Maria, morada de Deus. O discípulo de Jesus Cristo vive na escuta e no serviço de seu Mestre. E neste processo de caminhada e escuta de Deus, sou enviado a uma nova missão. Assumo como padre referencial da Pastoral da Pessoa Idosa em nossa Diocese, uma realidade nova para nossa vivencia pastoral diocesana.

Concluo minha jornada no Setor Juventude, com o coração agradecido por todos aqueles que durante este tempo de graça e benção de Deus, contribuíram direta e indiretamente neste trabalho de evangelização. E como motivação deixo a vocês as palavras motivadoras de D. Pedro Casaldáliga: “Sejam jovens. Vivam a sua juventude; contaminem de juventude a família, a Igreja, a sociedade. Não cedam ao desencanto. Não caduquem. Sejam cristãos e cristãs, no seguimento de Jesus: Aquele de Belém, das Bem-aventuranças, do Calvário e da Ressurreição, com a característica essencial do seguimento de Jesus: a opção pelos pobres.” Que as bênçãos de Deus continuem sendo uma realizada em seus trabalhos missionários.

Pesqueira, 16 de julho de 2016.

Pe. Jailson José – Administrador da Paróquia São José do Cruzeiro do Nordeste (Sertânia)

Em substituição ao Pe. Jailson, assume o Setor Juventude o seminarista Glauco Filho, secretário do 1º Sínodo Diocesano, com vasta experiência de trabalho junto aos jovens.

PasCom Diocesana

Compartilhe nas redes sociais