“Peço a todos vocês que rezem por esta viagem, para que seja para todos esses queridos irmãos, e também para mim, um sinal de proximidade e de amor. Peçamos juntos a Nossa Senhora que abençoe essas terras queridas, para que haja paz e prosperidade”, disse o papa Francisco por ocasião de sua 11ª viagem apostólica. De 25 a 30 de novembro, o papa visita os povos do Quênia, Uganda e República Centro-Africana.

Na programação da visita, em Nairóbi, no Quênia, Francisco conhecerá a realidade das favelas da capital queniana e terá encontro com jovens no estádio da cidade. Também será recebido por lideranças políticas na sede da ONU no país. Em Uganda, visitará os santuários dos mártires católicos e dos anglicanos e terá encontro com os jovens na capital Campala. Já em Bangui, o papa conhecerá um campo de refugiados.

O papa Francisco, em vídeo-mensagem, saudou os povos da Quênia e Uganda, com palavras de amizade. Recordou, ainda, que a viagem tem por objetivo propor paz e diálogo. “Vou como um ministro do Evangelho para proclamar o amor de Jesus Cristo e sua mensagem de reconciliação, perdão e paz. A minha visita tem como objetivo confirmar a comunidade católica na fé em Deus e no testemunho do Evangelho, que ensina a dignidade de cada homem e mulher, e nos recomenda a abrir os nossos corações aos outros, especialmente aos pobres e necessitados”, expressou o papa Francisco.

CNBB com informações e foto do News.va

Compartilhe nas redes sociais