“O papa Francisco vem insistindo numa Igreja sinodal. É a Igreja do diálogo, da escuta, da partilha, da comunhão. De ouvidos atentos para que todos os filhos da Mãe Igreja se sintam acolhidos e cuidados na busca da comunhão com Deus”, declara o bispo de Caçador (SC) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Severino Clasen.

Divulgação

Nesse contexto, a “Sinodalidade da Igreja e o protagonismo dos Cristãos leigos e leigas”, foi o tema escolhido para a 9ª Assembleia Nacional dos Organismos do Povo de Deus, que aconteceu em Aparecida (SP), entre os dias 22 e 25 de novembro. O evento contou com a participação das entidades que congregam os bispos (CNBB), padres (CNP), diáconos (CND), religiosos e religiosas (CRB), consagrados seculares (CNIS) e os cristãos leigos e leigas (CNLB).

A busca pela sinodalidade (o sentido de caminhar juntos) abriu o diálogo para a motivação e aprofundamento da presença e organização dos cristãos leigos e leigas no Brasil. Em entrevista ao portal da CNBB, dom Severino, destaca que a presença entusiasta de todos os organismos, revelando seu grande amor à Igreja de Jesus Cristo, nesse momento histórico dentro do Ano Nacional do Laicato revelou a grandeza e a beleza da nossa Igreja Católica Apostólica Romana.

“Todos somos membros ativos pela graça de Deus e juntos podemos eliminar as diferenças, demonstrando que a comunhão e a unidade revelam a força da graça divina agindo nas pessoas”, ressalta dom Severino.

Compartilhe nas redes sociais