Notícias das Paróquias

Paróquias realizam mutirão de confissões na Quaresma

Autor:

Por ocasião do tempo quaresmal preparatório à festa da Páscoa, como acontece todos os anos, as paróquias da Diocese de Pesqueira realizam seus mutirões de confissões. Diversos sacerdotes se mobilizam para atender ao povo de Deus no Sacramento da Reconciliação. Os dias e horários alternados estão sendo divulgados pelas paróquias nas celebrações.

A confissão para a Páscoa

“O sacramento da Reconciliação, também chamado de Penitência ou Confissão, é um sacramento que precisa ser celebrado pelos cristãos com maior assiduidade. Não só se confessar pela Páscoa da Ressurreição, mas se confessar sempre. Por este sacramento, o cristão recebe da misericórdia de Deus o perdão de seus pecados e, ao mesmo tempo, é reconciliado com a Igreja, à qual feriu com o pecado. Em boa hora, o Papa Francisco chamou toda a Igreja para a oração e confissão nas “24 horas para o Senhor”. Ele mesmo tem dado sinais da importância da Confissão para nossas vidas. (…)
É importante compreender que o padre não é dono do sacramento da Penitência, é ministro (= servidor): ele somente pode perdoar em nome de Cristo e da Igreja. Então, não pode extrapolar o poder à autoridade que a Igreja lhe concedeu. Ainda em relação aos ministros: eles estão sujeitos à lei do sigilo sacramental. Jamais, direta ou indiretamente, o confessor pode revelar algo que ouviu em confissão. Mesmo que não seja pecado, se a informação foi obtida no sacramento, não pode ser utilizada. Um confessor que viole este sigilo está sujeito a severas penas. (…)

A Igreja pede que pelo menos uma vez ao ano, na Páscoa do Senhor, nos confessemos e comunguemos. Aqui, é necessário deixar bem claro que isto é o mínimo que se pede! Quem ama não dá o mínimo; procura dar o máximo. Neste tempo de Quaresma somos convidados a “fazer Páscoa”! Entrar na morte com Cristo e com Ele ressurgirmos como homens novos.”

Cardeal Orani João Tempesta – Arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *