Na manhã de hoje (17), Dom José Luiz Ferreira Salles, CSsR, bispo de Pesqueira-PE, emitiu nota oficial sobre a situação da violência no Rio de Janeiro, particularmente sobre recente caso do assassinato da vereadora Marielle Franco. No texto, o bispo destaca que “diante desse e de tantos outros fatos similares e até anônimos no Brasil, somos interpelados, em pleno tempo quaresmal que ora vivemos, através de nossa Igreja com uma Campanha que nos propõe este ano a Fraternidade como caminho de superação da violência.”

Veja a nota na íntegra.

NOTA OFICIAL DO BISPO DE PESQUEIRA-PE – DOM JOSÉ LUIZ FERREIRA SALLES, CSsR

 Bem-aventurados os são perseguidos por causa da justiça.” (Mt, 5,10)

Ao Povo de Deus da Diocese de Pesqueira

Aos homens e mulheres que sonham e lutam por um mundo sem violência

Queridos irmãos e irmãs, graça e paz!

A violência nos assusta e nos interpela. Diariamente, temos acompanhado através da mídia e outros meios, notícias que nos estarrecem e têm se tornado foco de audiência, em nome da miséria humana. Homens e mulheres, jovens, adolescentes e até crianças são, a cada dia, tolhidas em seu direito sagrado à vida e vida plena.

Temos acompanhado com preocupação e indignação um dos últimos fatos que chocou o país: o assassinato da vereadora Marielle Franco, mulher negra de luta pela paz e que se posicionava contra a violência policial no Estado do Rio de Janeiro, e do motorista Anderson Pedro Gomes. O fato, de repercussão internacional, levou a ONU – Organização das Nações Unidas – a nos apresentar um dado estarrecedor: “um jovem afrodescendente é morto a cada 21 minutos no Brasil”.

Diante desse e de tantos outros fatos similares e até anônimos no Brasil, somos interpelados, em pleno tempo quaresmal que ora vivemos, através de nossa Igreja com uma Campanha que nos propõe este ano a Fraternidade como caminho de superação da violência. Será que temos diante de nossos olhos apenas mais um crime para aumentar a nossas estatísticas e compor uma pauta de mídia para audiência? A violência crescente a cada dia não incomoda as nossas consciências, a nós que cremos num Deus que quer vida plena para todos? A passividade e o conformismo seriam as nossas posturas de quem se indigna com vidas humanas ceifadas a cada dia?  O nosso silêncio e a indiferença diante de tanta violência são sinais preocupantes para quem tem que assumir a missão como Jesus nos mandou de sermos felizes quando promovemos a paz  (cf. Mt 5,9 )

Como Pastor desta Igreja Particular de Pesqueira, neste tempo forte de conversão, em nome de todo o nosso povo, não raro também vítima dos mais diversos tipos de violência, reafirmamos nosso compromisso com a vida, a justiça e a paz. Não percamos a esperança. O amor é mais forte do que o ódio. Juntos, continuaremos a luta de todos que derramaram seu sangue sonhando um mundo mais justo e fraterno.

Que o Deus da Paz fortaleça o nosso caminho.

José Luiz Ferreira Salles, CSsR – Bispo Diocesano

 

 

Compartilhe nas redes sociais