Na próxima segunda-feira, 07 de maio, a partir das 16h, a Catedral da Sé, Olinda, sediará um encontro que marca o centenário jubilar da criação das três dioceses de Garanhuns, de Nazaré e de Pesqueira. A programação está inserida no calendário comemorativo do centenário das dioceses, que vêm desde o ano passado festejando o centenário jubilar em suas sedes episcopais.

No mesmo dia, às 18h, uma celebração eucarística em ação de graças pelo jubileu das dioceses centenárias será presidida, na Catedral da Sé, pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, e concelebrada pelos bispos diocesanos de Garanhuns, dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa, de Nazaré, dom Francisco de Assis Dantas de Lucena e de Pesqueira, dom José Luiz Ferreira Salles.

Os participantes do encontro contarão com uma palestra cujos temas se complementam, a ser ministrada pelo antropólogo e professor Roberto Motta, pelo professor Newton Darwin de Andrade Cabral e pela desembargadora, professora e escritora Margarida Cantarelli. A palestra abordará o contexto histórico-cultural do período de criação das três dioceses centenárias, no ano de 1917, quando o então arcebispo de Olinda e Recife, dom Sebastião Leme da Silveira Cintra, solicitou à Sé Apostólica que a parte oriental do estado de Pernambuco fosse dividida em três dioceses, de tal sorte que a arquidiocese estivesse no meio.
Em 26 de julho de 1918, a Arquidiocese de Olinda mudou de nome, por meio do documento denominado Bula Papal Cum urbs Recife, assinada pelo papa Bento XV, passando a ser chamada Arquidiocese de Olinda e Recife, com a sede metropolitana na Catedral da Sé, em Olinda. Em 02 de agosto do mesmo ano, por meio da Bula Papal Archidioecesís Olindensis et Recifensis, o papa Bento XV determinou a criação das três novas dioceses, em Garanhuns, Nazaré e Pesqueira, desmembradas da Arquidiocese de Olinda e Recife.

 

 

 

(Pascom Arquidiocese de Olinda e Recife)

Compartilhe nas redes sociais