Rádio Vaticano (RV) – As delegações do Governo da Colômbia e das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), anunciaram na quarta-feira (24/08) terem chegado a “um Acordo Final, integral e definitivo” sobre a totalidade dos pontos da Agenda do Acordo Geral para o Fim do Conflito e a Construção de uma Paz Estável e Duradoura na Colômbia.

Na presença do Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla, o documento que foi lido pelos mediadores de Cuba e da Noruega “afirma que ambas as partes deram por concluídas as negociações para chegar a um acordo de paz após quatro anos de conversações na capital cubana”.

O Acordo coloca fim a meio século de hostilidades na Colômbia. Todavia, deve ser aprovado por um Referendo popular em 2 de outubro.

Igreja

A Igreja colombiana olha com esperança para o Acordo de Havana. Em uma nota publicada no site da Conferência Episcopal, os bispos de Bogotá escrevem:

“Recebemos com esperança a oportunidade que se abre agora de colocar fim ao conflito armado que marcou a histórico de nosso país por mais de 50 anos”.

Brasil

O Governo brasileiro expressou sua satisfação pelo Acordo. Em nota, o Itamaraty afirmou que “trata-se de um acontecimento de transcendência histórica, não só para a Colômbia mas para toda a região”.

Compartilhe nas redes sociais