A Festa da Exaltação da Santa Cruz está ligada a Santa Helena, mãe do imperador Constantino, que construiu igrejas. Ela era muito religiosa e fez o possível para conservar os locais onde Jesus viveu seu ministério, principalmente o Gólgota e Santo Sepulcro, locais santos até hoje de muita veneração e importância para o mundo cristão católico.

No local onde Jesus foi crucificado se construiu a igreja do Santo Sepulcro, templo dedicado em 13 de setembro de 335. A festa para o povo aconteceu no dia seguinte e entrou no calendário romano-cristão.

A Festa da Exaltação da Santa Cruz é também para recordar, festejar, louvar a Deus porque a Cruz não é mais um símbolo de condenação; com Cristo a cruz virou símbolo de amor, do Amor de Deus em Jesus Cristo. Bendita Cruz que trouxe a salvação para a humanidade. A Igreja já venera a Cruz do Senhor num outro dia, a Sexta-feira da Paixão.

Assim como Jesus, Quem se animaria em morrer por um justo? E por um pecador? Talvez por um justo alguém toparia morrer, mas por um pecador? Ah, não! E por vários pecadores? Menos ainda, talvez seria a resposta. No entanto, Jesus Cristo morreu na cruz por justos e injustos. Portanto a Festa da Exaltação da Santa Cruz só tem sentido se comemorada para exaltar o Amor de Deus. A cruz não é mais desgraça, é bênção, é para recordar o sacrifício, o amor extremo de Deus pela humanidade, por toda a criação.

A Cruz de Cristo não é apenas um símbolo, trata-se de uma história, de uma vida, de um longo percurso feito por Jesus e pelos santos.

Quantas obras caritativas, quanta gente que encontrou sentido na vida por meio da fé. Quanto avanço na ciência e na medicina que a Igreja pôde contribuir?

Enfim, a Exaltação da Santa Cruz, ao recordar a história de vida do Salvador, Jesus, dos seus seguidores, quer lembrar também de uma contribuição fundamental que gerou vida para a humanidade, inclusive na constituição e organização de grupos, municípios, estados e até países. A Cruz de Jesus nos lembra o Amor de Deus por todos nós. Que Ela nos inspire bons propósitos e respeito ao próximo. Que a Cruz nos faça colocar em prática o amor!

Pe. Márcio José do Prado (Comunidade Canção Nova)

Compartilhe nas redes sociais